domingo, 3 de abril de 2011

De dois em dois.

Aos dezesseis anos as duas eram melhores amigas. Riam juntas, conversavam e falavam besteiras em frente à uma câmera no computador.

Aos dezesseis anos elas reviam o que havia sido gravado, riam, esqueciam.

Aos dezoito anos elas reviam o vídeo gravado dois anos atrás. Continuavam as mesmas.

Aos dezoito anos as duas eram melhores amigas. Riam juntas, conversavam e falavam besteiras em frente à uma câmera no computador.

Daqui a dois anos...

Skrivmaskin.

S
So
Son
Sonh
Sonho
Sonho.
Sonho
Sonh
Son
So
S

S
So
Son
Sonh
Sonho
Sonho?

Devaneios da Madrugada II

Agora são 5:05 da manhã (é idiota, mas eu simplesmente não consigo não mandar os três beijinhos).

O último post foi bom porque me fez lembrar de muitas coisas legais. Porém, não satisfez completamente a minha vontade de escrever sobre... Sentimentos aleatórios.

Agora, por exemplo, eu gostaria que o Chá Gelado sabor pêssego não tivesse acabado. Aliás, Chá Gelado. Thé Glacé. Eis a minha inspiração para o título do blog.

Inclusive acho pertinente comentar sobre a minha constante mudança de background. Desculpa, isso deve ser chato, mas eu não consigo deixar o mesmo por muito tempo. Até esse, eu não mudei nem há uma semana e já está me irritando. Tudo rosa demais. E eu precisava de um título. Tá certo que "Thé Glacé" não significa nada, mas achei bonito.

É engraçado também como eu sempre faço as coisas de madrugada. Acontece que é esse o momento em que eu fico mais concentrada, mais insipirada... mais tudo! Pode apostar que 89,9% dos textos desse blog foram feitos de nessa hora. Parece que é quando tudo acontece!
O único problema desse hábito é que ele me faz acordar muito tarde todos os dias. Vou tentar me controlar. Amanhã, é sério, eu realmente espero acordar às nove da manhã!

C'est tout. A madrugada virou manhã e eu preciso dormir. Haverá mais devaneios, embora eu ache que esse agora foi meio idiota porque eu não disse nada com nada. Mesmo assim, vou publicar. Tanto faz, acho que ninguém vai ler. Ou vai. Pra falar a verdade eu acho que pelo menos alguém vai ler. Tudo bem.

Bonne nuit, chéris!

(Je suis à Paris)

Devaneios da Madrugada - nostalgia

Senti saudades de escrever pensamentos aleatórios aqui no meu blog. E é meio engraçado como agora que eu resolvi fazer isso surgiu uma espécie de bloqueio. Tudo bem, eu supero.

Aliás, lembro-me que o meu objetivo ao criar o blog era justamente esse: escrever coisas aleatórias. Foi uma época que eu curtia muito stand up comedy. Tão, tão 2008…

E por falar em 2008, vale dizer que eu fiquei com vontade de escrever agora porque fui ler as postagens antigas dos blogs das minhas melhores amigas. Muito engraçado! Eu relembrei muitas coisas. Por exemplo, era muito legal quando nós três nos fantasiávamos e fazíamos vídeos. A primeira vez foi especial, eu era a vilã com um capacete de hockey na cabeça e uma toalha roxa sendo usada como capa, enquanto segurava em uma mão um secador de cabelo e na outra um desodorante de spray. Enquanto isso, a Nathalia usava “maria-chiquinha” enrolada em uma toalha fofinha, com uma bolsa pendurada no ombro e adesivos frufus colados pelo corpo. É evidente que ela era a mocinha. A Marina, esperta, não curtia muito pagar mico no youtube e preferiu só filmar.

Hmmm, será que eu posto esse vídeo aqui? Hahaha melhor não. Eu acabei de ver, ri horrores! Em 1 minuto e 12 segundos nós conseguimos mostrar como éramos criativas usando frases como “seus cabelos ficarão lisos como nunca e você nunca mais vai ter cecê!” Pois é, ge-ni-al!!

É claro que tivemos outros, como o da líder de torcida e da sequestradora. Esse foi o Bubi quem filmou (e editou). Isso além das fotos bizarras na casa da Anna: a Nathalia virou uma mulata cheia de charme, eu e a Anna éramos meninos e a Marina uma patricinha à milésima potência. (Por que a Marina sempre pega os papéis mais fáceis? Poxa, eu interpretei um homem, a Anna também e a Nathalia PINTOU O ROSTO INTEIRO com sombra!)

Muito, muito, muito divertido!

Por falar nisso eu lembrei de uma tal teoria da Nathalia (ou da Capricho) que fez sucesso naquele tempo. Era mais ou menos assim:
(Extra: para descrever a teoria com mais precisão eu pensei em ir no blog da Marina para reler o tal post – sim, a teoria “é da Nathalia“ mas estava no blog da Marina –, mas acabei digitando o endereço errado e cai no blog de uma mulher grávida falando sobre seu bebê. Nem sei direito porque estou comentando isso, mas é que eu achei uma gracinha o modo como ela fala de tudo.)

Nós (homens e mulheres) temos sede e queremos água. Existe uma garrafa d’água na nossa frente, mas nós não queremos uma garrafa d’água, queremos a água em uma jarra. Dessa forma ficamos procurando a tal jarra, sem perceber que a garrafa está bem ali na nossa frente e também pode nos satisfazer. Depois de um tempo, a sede é tanta que desistimos da jarra e vamos ao encontro da garrafa, mas a essa altura a garrafa já não está mais lá, porque nós acabamos a derrubando enquanto procurávamos a jarra. É aí que você percebe que está na pior e se arrepende de não ter escolhido a garrafa desde o princípio. Mas como você está com muita, MUITA sede, o que você faz?! Pega um suco de laranja.

Ok, ok. Isso estava fazendo sentido e parecia até muito bonitinho até chegar no final… SUCO DE LARANJA?! Sério, por quê?! SUCO DE GOIABA também valeria ou o de laranja é especial? Assim, certo. Isso pode ser bem estúpido, mas eu não entendi. Alguém me explica s’il vous plâit.

De qualquer modo, a palavra LARANJA também me faz lembrar de bons tempos. Ah, 2008! E 2009, 2010, 2011… (Credo, a gente não passa dessa fase nunca). A diferença é que em 2011 a coisa toda tomou outro plano. E isso é muito, muuuito legal!

Obrigado laranjas, maracujás, maçãs (ok, é estranho EU falar “maçã“, mas tudo bem), abacaxis (!!!), morangos, morangos ao leite. Sensacional.

Existiu até um post meu aqui falando sobre suco de laranja, copos, canudos e etc. Eu removi esse post um pouco depois de publicá-lo, ainda bem. Mas ainda tenho ele guardado no meu e-mail! Hehe. É bom saber.

Bom, isso foi um post bem grande e bem nostálgico. Não era exatamente esse o objetivo, mas foi ótimo mesmo assim!

Hasta la vista!

Só um PS:
A água
Um pingo mais um pingo mais um pingo mais um pingo mais um pingo mais um pingo mais um pingo mais um pingo mais um pingo mais um pingo mais um pingo mais um pingo mais um pingo mais um pingo mais um pingo mais um pingo mais um pingo (…) fazem uma poça.

O meu irmão João daria nota zero para essa redação. A Nathalia daria dez.